Aluguel ou financiamento: quando vale a pena optar por cada opção

Quer se mudar, mas está na dúvida entre aluguel ou financiamento? Confira neste artigo tudo o que você precisa saber sobre essas duas modalidades.

A decisão entre aluguel ou financiamento é muito particular. Você possui o sonho da casa própria? Financiar um imóvel é algo que te trará maior qualidade de vida? E principalmente, financiar um imóvel é um investimento possível para você? Essas são apenas algumas das perguntas que é preciso se fazer na hora de tomar essa decisão.

Contudo, alguns outros fatores podem ser importantes a ser levados em consideração antes de tomar essa decisão. Neste artigo você vai encontrar tudo sobre aluguel ou financiamento, além das vantagens de cada uma das opções. Confira!

Aluguel ou financiamento: o que é mais vantajoso

Muitos podem debater sobre os prós e contras do aluguel ou financiamento, mas a verdade é que a melhor opção sempre dependerá da vida de cada um. Muitos desejam sair da casa dos pais mas ainda não possuem recursos, ou estabilidade financeira o suficiente para financiar um imóvel. Nesse caso o aluguel é a melhor opção. Em contrapartida, algumas pessoas optam pelo aluguel enquanto investem o valor da “entrada” para que seja possível fugir do financiamento e posteriormente comprar um imóvel à vista.

Como dissemos, sempre dependerá do perfil do comprador ou inquilino. Por isso, é sempre importante conhecer a sua realidade. Antes de realizar qualquer transação imobiliária certifique-se de que conhece a fundo sua situação financeira. Coloque suas despesas na ponta do lápis e entenda se é possível reduzir algum gasto em seu dia a dia.

Vantagens do aluguel

Ter um imóvel próprio é um excelente investimento e o sonho de muitas pessoas. Contudo, morar de aluguel também possui muitas vantagens. Diferente do que dizem, o aluguel não é jogar dinheiro fora. Uma ótima opção para quem ainda não está preparado para financiar um imóvel, morar de aluguel pode te oferecer muitas comodidades. Se você optar por um apartamento mobiliado, por exemplo, a economia com a compra de móveis será significativa.  

Além disso, o aluguel é uma excelente opção para quem não deseja residir no mesmo lugar por muito tempo. Se você é um estudante, por exemplo, e vai morar em outra cidade para estudar, comprar um imóvel não é a melhor opção, mas o aluguel sim. Outra vantagem do aluguel é que é possível alugar um imóvel por um tempo até ter todo o dinheiro necessário para comprar outro à vista. Isso pode ser feito calculando a taxa de retorno do imóvel.

Como calcular a taxa de retorno de um imóvel

A taxa de retorno de um imóvel envolve investir o montante que seria utilizado para dar entrada em um apartamento, ao invés de comprar um móvel financiado. Assim, é preciso calcular se o rendimento permite pagar o aluguel e ainda reinvestir o valor. Esse cálculo é feito dividindo o valor do aluguel pelo valor de venda do imóvel e multiplicando por 100.

Na prática, se o imóvel que você deseja comprar custa R$500 mil e o aluguel é de R$ 2 mil, o cálculo deve ser feito: 2.000 / 500.000 x 100 = 0,4. Isso significa que se a aplicação dos R$ 500 mil oferece um rendimento maior que 0,4% se trata de um bom investimento. Assim, é possível pagar o aluguel e ainda reinvestir o que sobra. Em contrapartida, qualquer investimento que renda menos que esse valor não será financeiramente viável.

Outra vantagem ao se optar pelo aluguel é a economia com manutenção. Quando um inquilino detecta algum problema no imóvel os reparos são responsabilidade do proprietário. Desse modo, é possível ficar tranquilo quanto a gastos surpresas com reparos e reformas, já que não p valor não sairá do seu bolso.

Como funciona um financiamento.

Comprar um imóvel é o sonho da maioria dos brasileiros. Contudo, poucos são aqueles que possuem todo o montante para realizar o pagamento à vista. Por isso, a alternativa é o financiamento. Ele é acionado quando não é possível pagar todo o valor do imóvel de uma vez, assim, o financiamento é feito por um banco, que paga ao vendedor a quantia requisitada, enquanto o proprietário pagará o empréstimo à instituição financeira.

Mesmo com o financiamento, o imóvel pertence a quem fez a compra durante o período de pagamento do financiamento. Desse modo, toda a documentação e registro do imóvel está em nome do comprador. Contudo, a propriedade não pode ser negociada enquanto a dívida com o banco não é quitada.

Atualmente, a maioria dos bancos oferecem opções de financiamento que se distinguem entre si pelas condições de pagamento e taxas de juros. Assim, é importante pesquisar e simular os valores nas instituições financeiras e assim analisar a que se encaixa melhor no seu orçamento. Os principais pontos de atenção são as taxas de juros, a duração do contrato e quanto do valor do imóvel pode ser financiado.

Ao fim da pesquisa você poderá definir com mais segurança em qual banco realizará o financiamento, além de se preparar financeiramente para o pagamento das parcelas. Para dar início ao processo basta ir até uma agência do banco escolhido e fazer o requerimento do financiamento. O gerente te informará a documentação necessária para o processo seguinte até a liberação do dinheiro.

Tipos de financiamento

Antes de decidir entre o aluguel ou financiamento, é importante conhecer também os tipos de financiamento. Existem hoje diversas modalidades de financiamento e as mais utilizadas são?

Financiamento pelo FGTS

O financiamento pelo FGTS faz parte do Sistema Financeiro de Habitação (SFH). Os valores do imóvel e do financiamento possuem limites e para essa modalidade só podem participar pessoas com uma determinada renda familiar máxima e o valor varia de região para região. Com baixas taxas de juros, ela costuma ser a mais procurada.

Financiamento pelo SBPE

Esse é o financiamento pelo Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) e é importante saber que para essa modalidade não existe limite de renda. Além disso, suas taxas de juros não podem ultrapassar o valor de 12% ao ano.

Financiamento por construtoras

Financiar um imóvel por uma construtora também é uma opção viável. Esse tipo de negócio oferece a vantagem de ser mais flexível. Isso porque, as construtoras não impõem limites sobre os valores financiados, renda ou taxas de juros. Entretanto, essa modalidade também possui mais riscos já que a construtora pode financiar a obra com algum banco. Assim, o imóvel está hipotecado e caso a empresa declare falência ou não cumpra com a dívida, a instituição financeira pode reivindicar o imóvel como forma de quitação dos débitos.

A situação se agrava quando em alguns casos o comprador pode ter quitado sua dívida junto à construtora, mas a propriedade continua hipotecada. Desse modo, é imprescindível que o comprador exija que a empresa retire o imóvel da hipoteca. Para isso, é necessário apresentar a certidão de ônus reais, que pode ser obtida em qualquer cartório apresentando o endereço da residência. Esse documento é o que vai resguardar o comprador caso a empresa vá à falência ou o banco queira o imóvel como pagamento.

As vantagens do financiamento

Comprar um imóvel é o sonho de muitas pessoas, contudo, nem todos possuem em mãos o valor total para pagar pela propriedade. O financiamento é uma forma de tornar realidade o sonho da casa própria, mesmo sem o valor total do imóvel. Mesmo que essa empreitada possa durar anos, comprar uma casa só sua apresenta muitas vantagens.

Trata-se de uma propriedade em seu nome, em que é possível realizar reformas com maior liberdade. Além disso, ter um imóvel próprio te resguarda de algumas dores de cabeça do aluguel, como ter que se mudar às pressas quando um proprietário pede o imóvel de volta, ou correr o risco de se mudar para um local em que seus móveis não caibam. Ademais, comprar um imóvel é há anos uma das melhores formas de investimento, já que na maioria das vezes ocorre uma valorização da propriedade com o tempo, sendo possível vender a casa posteriormente por um valor maior que o investido.

Prós e contras aluguel ou financiamento

Como você pôde perceber, ao escolher entre o aluguel ou financiamento existem vantagens e desvantagens em ambas as opções. Tudo vai depender do perfil dos compradores ou locadores. Em algumas situações o aluguel será mais vantajoso e até mesmo um investimento para que futuramente seja possível comprar um imóvel. Em contrapartida, o financiamento viabiliza que muitos realizem o sonho da casa própria. Com diversas modalidades e taxas de juros, é possível escolher aquela que melhor se encaixa no seu orçamento.

Independentemente da sua escolha, é importante contar com uma imobiliária de confiança. A Casa Mineira Imóveis possui um portal seguro e com centenas de imóveis para locar ou comprar. Nossos filtros garantem que você encontre o seu imóvel ideal, com segurança e comodidade. Acesse já!

encontre-seu-apartamento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *