Isolamento acústico: as melhores formas de aplicar em seu apartamento

Você já ouviu falar em isolamento acústico? Essa intervenção pode tornar a vida em grandes centros urbanos muito mais confortável.

Ruídos estão entre os principais motivos de queixas em condomínios. O excesso de barulho, principalmente quando isso é frequente, pode trazer riscos para a saúde e diminuir a qualidade de vida. Normas como a Lei do silêncio podem ajudar a manter a boa convivência entre vizinhos, mas e quando o barulho é inevitável?

Quando se mora próximo a centro comerciais, ou vias muito movimentadas, ruídos como buzinas, aglomerações de pessoas, crianças brincando em parques ou obras são inevitáveis. Para lidar com esses barulhos externos não é preciso se mudar. O isolamento acústico é uma intervenção feita no seu próprio apartamento para reduzir os incômodos externos.

O que é isolamento acústico?

Quando falamos em isolamento acústico, tratamos da capacidade que um material possui de bloquear o som ou ruído de diferentes ambientes. Como o próprio nome sugere, ele isola o barulho externo, deixando ambientes mais silenciosos, e consequentemente oferecendo mais conforto e qualidade de vida para os moradores.

Antes de fazer a instalação de um isolamento acústico, é preciso compreender como o som se propaga e de quais ruídos você quer se livrar. Basicamente, o som passa não só através das paredes, mas também por frestas ou superfícies mais finas como vidros de janelas. Se o seu problema é um ruído aéreo, como por exemplo, vozes, trânsito, aviões ou construções, isolamentos feitos com barreiras pesadas como paredes e divisórias grossas são ideais.

Contudo, se você procura lidar com o que chamamos de ruído de impacto, a solução precisa ser outra. Esse tipo de barulho é ocasionado por passos nos apartamentos vizinhos, normalmente a unidade superior à sua, ou móveis sendo arrastados, e é transmitido pela vibração que passa através do teto e das paredes. Para isso, é preciso instalar um sistema de amortecimento que evite que o impacto alcance as outras unidades do condomínio. Para isso, é muito comum a utilização de forros, ou dos chamados pisos flutuantes.

Assim, antes de instalar um isolamento acústico considere todos os pontos de sua casa por onde o barulho pode entrar. Além disso, identifique os principais ruídos que mais incomodam para assim definir qual estratégia de isolamento acústico funcionará melhor em seu imóvel.

Materiais que podem ser usados

Muitos materiais podem ser utilizados para fazer o isolamento acústico de um apartamento. Eles abarcam diversos pontos de entrada de sons e podem se adaptar a diversos orçamentos.

Drywall com lã de vidro ou de rocha

A técnica do drywall trata de placas de média espessura, leves e que garantem boa vedação acústica. Normalmente, esses materiais são combinados com lãs de vidro ou de rocha para aumentar o poder de isolamento.

Isolante acústico

Os isolantes acústicos são muito versáteis e sua aplicação vai do chão ao teto do imóvel. Estamos falando de um tipo de manta acústica fina, ou de um painel de fita isolante. Eles garantem a vedação de pequenos ou grandes espaços e oferecem a aplicação junto com outros materiais, podendo se associar ao drywall, por exemplo. São uma ótima opção pois não demandam perfurações no imóvel e podem ser aplicados por leigos, sem a ajuda de um profissional especializado.

Janela antirruído

Estamos falando aqui de uma excelente solução contra barulhos. Isso porque, a vedação ocorre desde o entorno, no batente da janela, utilizando materiais grossos e pesados para interromper a propagação do som. Os materiais para essa opção também são diversos, podendo ir desde o PVC até o aço. O vidro utilizado nas janelas antirruídos também é diferente. Eles são mais grossos, acima de 8mm, podendo chegar até 24mm dependendo da necessidade de aplicação. Mas lembre-se: quanto maior a espessura do vidro, maior será o seu custo.

Porta antirruído

As portas antirruído também são ótimas opções de isolamento acústico. Garantindo privacidade e silêncio ao ambiente, esses modelos são geralmente feitos de madeira maciça e tratadas para o isolamento acústico. Pelo valor elevado, elas costumam ser instaladas na entrada dos apartamentos, reduzindo os ruídos que pessoas transitando por corredores das áreas comuns.

Espuma acústica

A espuma acústica é amplamente utilizada no isolamento acústico de estúdios. Elas são leves placas de espuma que absorvem o som interno, evitando nesse caso, a saída de barulhos do ambiente. Essa opção é ideal para quem trabalha com música ou produção de vídeos e áudios e não deseja incomodar os vizinhos.

Como instalar o isolamento acústico

Se você já identificou a origem dos ruídos em sua residência, e qual o melhor tipo de isolamento, é hora de descobrir como aplicar o isolamento acústico. Para que o isolamento acústico fique bom é importante se atentar a alguns pontos como medir bem o apartamento e calcular o espaço tomado pelo isolamento e não deixar frestas nem espaços entre portas e janelas. 

Além disso, alguns pontos como evitar o uso de madeira no chão, já que ela propaga mais barulho também é uma boa prática. Quanto à aplicação do isolamento, cada material demanda um cuidado diferente.

Espuma acústica

Um dos tipos mais comuns de isolamento são as espumas acústicas. Para isso, basta identificar se o ambiente permite a estética que esse material propõe. Ademais, a aplicação exige uma cola específica para o material e é importante que ela seja de qualidade para que você não tenha que fazer reparos depois. Existem lojas específicas que vendem esses materiais e para que o som seja barrado por completo é preciso que o preenchimento na parede seja total.

Drywall

O drywall também é muito utilizado, mas exige mão de obra especializada para a sua aplicação. Isso porque, é preciso cortar as barras de fixação das placas de gesso, além de medir todo o ambiente antes de aplicar. Esse processo requer experiência e muita atenção. O ideal é que antes de fechar as paredes se faça uma camada de lã de vidro para vedar completamente o som. Uma preocupação de muitos é quanto a limpeza e a boa notícia é que o drywall gera poucos resíduos.

Janelas isolantes

Como dito, o vidro também é uma maneira de isolar um ambiente acusticamente. Contudo, em muitos casos é preciso fazer a substituição da janela antiga por uma nova que barre ruídos. Conte com a ajuda de um profissional para esse serviço e usufrua de um ambiente silencioso.

Portas isolantes

No caso das portas, a substituição deve ser completa. Quando uma porta não consegue cumprir o papel de isolamento acústico, é preciso trocar desde o batente até a porta em si. Isso porque, todo o conjunto deve ser do tipo antirruído, já que o som se propaga com facilidade por suas frestas. Mais uma vez, é recomendado que esse serviço seja feito por profissionais qualificados.

Os malefícios de um ambiente barulhento

As residências são vistas pela maioria das pessoas como um lugar tranquilo e de paz, onde se descansa após um dia de trabalho. Por isso é importante que os lares sejam silenciosos. Contudo, com a crescente verticalização da urbanização, mais pessoas têm ocupado espaços mais próximos e a consequência disso é que temos convivido cada vez mais com ruídos externos.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) já reconheceu a poluição sonora como um malefício para a saúde e recomenda que o nível de ruído a que estamos expostos deve ser abaixo de 50 decibéis. Contudo, isso não é possível nos grandes centros urbanos. Para exemplificar, um simples liquidificador emite um ruído médio de 75 decibéis. Existe uma relação muito estudada entre a mente humana e os ruídos a que somos expostos diariamente. Pesquisas já demonstraram que a exposição constante a ruídos pode aumentar os níveis de cortisol em nosso organismo, aumentando os níveis de estresse que podem evoluir para doenças graves como ansiedade, insônia e até depressão.

Esses dados só reforçam a importância de se viver em ambientes silenciosos e tranquilos. Assim, procure imóveis que possuam isolamento acústico quando for alugar ou comprar. A NBR 15.575, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), estabelece índices mínimos de isolamento para pisos, paredes, coberturas e fachadas de construções residenciais. Apesar disso, diferente do que alguns pensam, é possível encontrar imóveis antigos que possuem isolamento acústico excelente por contarem com portas de madeiras maciças, por exemplo. 

encontre seu apartamento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *